Papo de coaching: percebendo a altura das torres acima das casas.

Olá! Tudo bem?

Que bom que está aqui. Apesar do meu desejo de que a resposta à pergunta acima tenha sido “sim, tudo ótimo”, é provável que não esteja “tudo ótimo”, ou, pelo menos, não está tudo tão bem quanto poderia estar. Afinal, aqui falaremos sobre coaching, e excetuando o gentil grupo que veio apenas pra me dar um “oi”, você pode estar aqui pois precisa resolver alguma coisa. Quem procura por coaching quase sempre o faz movido por uma necessidade que não conseguiu suprir sozinho, e daí o interesse por um processo que auxilie a encontrar respostas e/ou soluções.

Falando no processo, não sei qual o seu grau de informação sobre o que realmente é o coaching, ainda mais considerando que, infelizmente, muitas coisas tem sido apresentadas com esse título de forma equivocada, aproveitando-se do crescimento de buscas pelo assunto e criando bastante confusão a respeito. Mas há algumas dicas interessantes que devem te ajudar: coaching analisa sua situação atual e te auxilia a desenvolver competências necessárias para alcançar seu estado desejado. Coaching não busca seu passado nem usa experiências anteriores do coach como referência pra tuas metas. Logo, não é consultoria e nem terapia. Inicialmente pode parecer um tanto subjetivo mas garanto que é sublime acompanhar de perto como esse processo proporciona ao cliente – ou coachee, como chamamos – uma percepção de si mesmo que provavelmente ainda não fora experimentada. Utilizando-se de ferramentas que promovem reflexão profunda e insights criativos sobre as metas apresentadas pelo coachee ao coach, ambos iniciam uma jornada que resultará em ações concretas, realizadas durante e entre cada encontro, de modo que os resultados esperados comecem a ser colhidos. Tudo partindo do surgimento de um olhar diferente sobre as mesmas situações, mas direcionado às soluções que conduzirão ao objetivo pretendido.

Dito isso, entretanto, como tenho uma forte ligação com a poesia e a filosofia, encerro essa postagem deixando que as palavras a seguir provoquem ainda mais sua curiosidade sobre o que podemos realizar trabalhando juntos:

“Daquilo que sabes conhecer e medir, é preciso que te despeças, pelo menos por um tempo. Somente depois de teres deixado a cidade, verás a que altura suas torres se elevam acima das casas” – Friedrich Nietzsche.

Ficou curioso? Me acompanhe por aqui e nos outros canais que apresentarei em breve, pois vamos juntos falar sobre como o coaching pode tornar sua vida extraordinária!

Um abraço de esperança, e até breve!

Anúncios

2 comentários em “Papo de coaching: percebendo a altura das torres acima das casas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s